NOTÍCIAS

frejatesa.png

Por Mauro Ferreira

G1 - 29/08/2019

 

Luiz Carlos Sá canta com Frejat e Lucy Alves no primeiro álbum sem Guarabyra

Artista revela parceria com o poeta Torquato Neto, feita em 1970, no disco 'Solo e bem acompanhado'.

 

Lançada em 1979 no primeiro álbum do cantor e compositor mineiro Tavito (1948 – 2019), a música A ilha é pouco conhecida parceria de Luiz Carlos Sá com Guttemberg Guarabyra que emerge após 40 anos em gravação inédita de Sá com Roberto Frejat.

A ilha foi a música escolhida para ser o primeiro single do primeiro álbum de Sá sem Guarabyra. O disco se chama Solo e bem acompanhado em alusão ao fato de, além de Frejat, o carioca Luiz Carlos Sá ter gravado faixas do álbum com a cantora Lucy Alves, o músico Armandinho (guitarrista e bandolinista da banda A Cor do Som) e os grupos Golden Boys e Roupa Nova.

lucasefeitalfoto.jpg

Por Mauro Ferreira, G1

G1 - 10/02/2019

João Nogueira tem obra estendida com inéditas parcerias póstumas com Lucas Bueno e Paulo César Feital
 

Compositor referencial no universo do samba feito no Brasil entre os anos 1970 e 1990, o carioca João Nogueira (12 de novembro de 1941 – 5 de junho de 2000) deixou cancioneiro relevante que ganha títulos póstumos neste ano de 2019.

O disco tem repertório composto inteiramente por parcerias inéditas de Lucas Bueno com Paulo César Feital, sendo que sete foram gravadas com convidados.

Além de Setembrina, a cantora Nina Wirtti participa das músicas Cambucá, É foda e Palhaços. Moyseis Marques cai no Samba pra Darcy Ribeiro. Já Claudio Nucci é o convidado de Camaçari.

mariana-muniz_41acbbb3.jpg

27 de Setembro de 2021

 

Fados e Outros Afins- com Mariana Muniz
 

Com direção de Maria Thaís, a dançarina faz uma imersão em suas origens de brasileira e nordestina, numa dramaturgia concebida a partir de seu corpo como uma viagem poética de Lisboa a Recife. 

Na criação e composição deste solo, Maria Thaís e Mariana Muniz exploram o hibridismo de linguagens artísticas da dança e do teatro, que servem à ampliação dos limites das conexões entre questões cênicas, coreográficas, dramatúrgicas, visuais e performáticas.

 

A dramaturgia do espetáculo é tratada como uma teia que engloba as ações físicas da atriz-bailarina, suas ações vocais, cenografia, iluminação, figurino e a relação entre eles.

Trilha Sonora: Divan Gattamorta

Masterização: Ricardo Cecchi